Puxadas pelo café, soja, peixe e carne bovina, exportações sobem 23% em RO - VILHENA ONLINE - NOTÍCIAS DE VILHENA E RONDÔNIA

Puxadas pelo café, soja, peixe e carne bovina, exportações sobem 23% em RO

Share:

Exportações de soja — Foto: Divulgação

Vilhena, RO - As exportações dos produtos do agronegócio rondoniense tiveram um crescimento médio de 23% nos últimos quatro anos. De acordo com o Governo de Rondônia, 65 países são compradores dos produtos produzidos no estado e os destaques de 2023 foram a soja, a carne bovina, o café e o peixe.

Ao longo do último ano, a aoma do exportado por essas cadeias produtivas renderam mais de R$ 18 bilhões para o estado. Individualmente, as exportações geraram:

🌱 Soja: US$ 1.140.224.659
🐂 Carne bovina: US$ 917.761.351
☕ Café: US$ 17.589.277
🎣 Peixe: US$ 2.624.986

Principais compradores

A soja foi o produto mais exportado em 2023. Segundo Luiz Paulo, secretário de agricultura do estado, a soja rondoniense foi adquirida por 26 países e os principais compradores foram a Turquia, a Espanha e a Argélia.

No caso da carne bovina, que se mantém entre os produtos mais exportados no estado, mais de 50 países pagaram pelo produto. Os maiores compradores da carne de Rondônia foram a China, Emirados Árabes e Chile.

"Dos 65 países, 53 compraram carne bovina processada, aquela congelada, fresca e refrigerada. Foram mais de 917 milhões de dólares em exportação", explicou Luiz Paulo.

Café Robusta Amazônico — Foto: Armando Júnior

O café rondoniense, que tem se destacado nacionalmente, também conquistou o paladar dos belgas, norte americanos e colombianos - maiores compradores do produto produzido no estado. Entre 2022 e 2023, a exportação do café aumentou 6.000%.

"Esse volume de exportação vem aumentando ano a ano. Ainda que o volume exportado de café não tenha sido grande em relação ao que país exporta, foram mais de 112 mil sacas, 6.000% a mais do que foi em 2022", explicou Calixto Rosa Neto, analista da Embrapa.

O peixe, que recentemente recebeu Indicação Geográfica, também está entre os produtos destaque de exportação, tendo o Peru e os Estados Unidos como os principais compradores.



Por Mariana Lena, Rede Amazônica
Fonte: G1

Nenhum comentário