Governo Federal destina 41 milhões para segurança pública de Rondônia - VILHENA ONLINE - NOTÍCIAS DE VILHENA E RONDÔNIA

Governo Federal destina 41 milhões para segurança pública de Rondônia

Share:
Devemos pensar sempre na instituição e no desenvolvimento do nosso Estado

Vilhena, RO - Rondônia está entre os estados que vai receber um dos maiores volumes de recursos, e não é por acaso. O secretário da Sesdec, Felipe Vital, tem buscado cada vez mais investimentos junto ao Ministério da Justiça para oferecer mais segurança à população do estado e também garantir que as polícias trabalhem com o que há de melhor em tecnologia.

Rondônia é um dos estados que aderiu ao Programa do Fundo Nacional de Segurança Pública para receber os recursos na modalidade fundo a fundo. Para receber essas transferências, o Estado precisa cumprir algumas condições como: Instituir e assegurar o funcionamento do Conselho de Segurança Pública e Defesa Social, instituir e assegurar o funcionamento do Fundo de Segurança Pública, formular e implementar Plano de Segurança Pública conforme o Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, instituir e assegurar a observância de critérios para a promoção e a progressão funcional por antiguidade e merecimento de peritos, de policiais civis e militares e de integrantes do corpo de bombeiros militar, dentre outras.

Para o exercício de 2024, o Estado se prepara para receber em torno de R$ 41.455.117,58 (quarenta e um milhões, quatrocentos e cinquenta e cinco mil, cento e dezessete reais e cinquenta e oito centavos).

O titular da Sesdec afirmou que não está preocupado com esquerda ou direita, mas busca incansavelmente seguir as determinações do governador, Marcos Rocha, trabalhando pelo desenvolvimento do Estado de Rondônia.


“Vencemos mais uma etapa, consegui pra 2024, 41 milhões para investir na segurança pública. Só tenho a agradecer, tenho minhas convicções morais e religiosas, e como cristão, sei que não posso me prender ao partidarismo, minha missão é direcionar as ações, e com gestão proporcionar maior segurança para a população.

Não podemos ter políticos de estimação. Devemos pensar sempre na instituição e no desenvolvimento do nosso Estado.” disse ele.

Nenhum comentário