Existe lixeira dentro do WhatsApp? Veja como acessar algo que já foi apagado - VILHENA ONLINE - NOTÍCIAS DE VILHENA E RONDÔNIA

Existe lixeira dentro do WhatsApp? Veja como acessar algo que já foi apagado

Share:

Você sabe se é possível acessar a lixeira do Whatsapp? Veja para onde vão os arquivos deletados no aplicativo e como guardar o importante!

Vilhena, RO - Muitas pessoas ficam confusas com o conceito da lixeira do WhatsApp, e existem alguns elementos importantes para reforçar sobre esse assunto. Para começar, é importante esclarecer que o WhatsApp não possui uma lixeira no sentido convencional, ou seja, aquele local para onde vão os arquivos excluídos, igual no computador, por exemplo. Em vez disso, o aplicativo conta com um sistema de backup que armazena todas as suas conversas e arquivos na nuvem.

Dessa forma, tudo que for apagado e não estiver no backup desaparece para sempre. Esse sistema de backup substitui a função de uma lixeira do WhatsApp. Ele registra tudo o que ocorre no aplicativo de uma maneira específica. Por exemplo, se você apagar acidentalmente uma mensagem crucial, ainda existe uma esperança se o último backup foi feito antes da exclusão. Nesse caso, é possível restaurar o backup e recuperar a mensagem.

No entanto, se o backup foi atualizado após a exclusão da mensagem, a situação se complica. Se a mensagem já tiver sido excluída quando o backup foi feito novamente, não há como recuperá-la. A mensagem está perdida.

Último backup é importante

Considerando que a lixeira do WhatsApp não existe e todos os arquivos somem para sempre, é fundamental conferir qual a data do último backup feito no seu dispositivo.

Desse modo, mesmo que esteja buscando mais espaço de armazenamento, ou se livrar de algumas coisas, não terá preocupações. Itens importantes, mensagens favoritas e imagens permanecerão no Drive para acesso posterior.

Nesse caso, para verificar quando foi feito o último backup no WhatsApp, basta seguir um passo a passo simples. Para começar, abra o aplicativo em um dispositivo móvel, preferencialmente aquele com o chip do número de telefone e o e-mail de recuperação.

O WhatsApp Web e os acessos externos podem não exibir a data correta do último backup. Em seguida, acesse as configurações na tela inicialmente, clicando no ícone da engrenagem. Selecione ‘Conversas’ dentro das configurações, e, então, entre no menu ‘Backup de conversas’.

Nesta seção, você encontrará as informações sobre a data e hora do último salvamento que aconteceu. Além disso, é possível conferir se foi um backup remoto ou local. Se perder alguma coisa do seu aplicativo e reinstalá-lo no mesmo dispositivo, o arquivo local trará todas as informações e imagens. Enquanto isso, o acesso remoto na nuvem serve para fornecer os dados em qualquer smartphone posteriormente.

Resgatar da lixeira do Whatsapp

Tudo que foi salvo até o momento indicado pode ser restaurado por meio do processo de download do aplicativo, quando iniciar uma conta nova. Então, se você estiver preocupado porque apagou algo importante, verifique se existe um backup anterior ao ocorrido. Se houver, basta restaurá-lo ou compartilhar o arquivo para estar resolvido!

No entanto, se o backup for posterior ao incidente, infelizmente não há solução. É sempre recomendável ficar atento e, se possível, realizar backups regularmente para evitar a perda de informações importantes. Além disso, existem alguns detalhes que vale a pena se atentar, como, por exemplo, o armazenamento. Sem uma lixeira do WhatsApp, todos os arquivos vão para o Drive da conta do Gmail cadastrada.

Dessa forma, se tiver muitos arquivos pendentes, mídias pesadas e até mesmo longos históricos de conversas, tudo isso irá ocupar espaço na nuvem. Sem acesso ilimitado, por meio de assinatura, eventualmente sua conta irá encher. Ou seja, o backup remoto ficará temporariamente indisponível, até você liberar espaço no seu Drive para ter o arquivo completo novamente.

Nesse caso, fique atento para o espaço da memória, para garantir que tudo que é importante ficou salvo. Sem a lixeira do WhatsApp, é fundamental administrar o armazenamento da melhor maneira possível.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Nenhum comentário