PF, FUNAI e Força Nacional realizam operação em terra indígena invadida em RO - VILHENA ONLINE - NOTÍCIAS DE VILHENA E RONDÔNIA

PF, FUNAI e Força Nacional realizam operação em terra indígena invadida em RO

Share:
Agentes destruíram oito barracões construídos ilegalmente dentro da Terra Indígena. Invasores começaram a demarcar a terra e confessaram ter a intenção de assentar famílias de fazendeiros

Vilhena, RO - A Polícia Federal (PF) e FUNAI realizaram, neste sábado, 27, com apoio da Força Nacional de Segurança Pública, a operação “Tapunhas”, para conter e reprimir a invasão da borda norte da terra indígena Uru-Eu-Wau-Wau, no município de Governador Jorge Teixeira, em Rondônia.

Cerca de 26 policiais federais, quatro servidores da FUNAI e 20 policiais alocados na Força Nacional realizaram a ação em dois endereços simultaneamente. Uma equipe foi até a área invadida e constatou a efetiva ocupação ilícita por aproximadamente 50 pessoas. Foram inutilizados cerca de oito barracões/tendas, além da retirada dos invasores.

Outra equipe cumpriu dois mandados de busca e apreensão nos municípios de Governador Jorge Teixeira/RO e Theobroma/RO, expedidos em regime de plantão pela 1ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Ji-Paraná/RO.

As investigações foram iniciadas no decorrer desta semana após o encaminhamento de ofício pela FUNAI noticiando os fatos. A Polícia Federal realizou diligências que confirmaram o contexto criminoso da ação e qualificaram uma das lideranças da movimentação delituosa.

Diante da constatação, foi representada pela Polícia Federal e autorizada pela Justiça Federal a busca e apreensão contra o suspeito, que foi preso em flagrante pela prática do crime de contrabando de produtos veterinários durante o cumprimento da diligência.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de associação criminosa, invasão de terras da União e desmatamento, cujas penas somadas podem chegar a 10 anos de prisão.

O nome da operação é referência à pronúncia do termo indígena “tapy’inha”, que significa branco invasor.

A Polícia Federal destaca que eventuais denúncias, que possam colaborar com os trabalhos da instituição, podem ser feitas pelo canal de comunicação online de crimes da Polícia Federal (Comunica PF), disponível em: https://www.gov.br/pf/pt-br/canais_atendimento/comunicacao-de-crimes, e pelo telefone (69) 3411-2300, resguardado o sigilo da fonte em ambos os casos.

Fotos: Assessoria





Fonte: Assessoria

Nenhum comentário