Iperon lança edital de consulta pública para avançar no Plano de Integridade - VILHENA ONLINE - NOTÍCIAS DE VILHENA E RONDÔNIA

Iperon lança edital de consulta pública para avançar no Plano de Integridade

Share:
Formulário do Programa Integridade ficará disponível para respostas até o dia 17 de fevereiro

Vilhena, RO - O Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia (Iperon) avança nas medidas que vão ao encontro do Programa Integridade (Proin), instituído pelo Governo de Rondônia, com o intuito de prevenir e combater a corrupção em todas as modalidades e contextos, bem como promover valores de ética, transparência pública, controle social e interesse público.

Em consonância com o plano estratégico estadual, quanto ao desenvolvimento da cultura de inovação sistemática nos produtos e serviços prestados aos servidores, beneficiários e à sociedade, o Iperon solicita a participação popular no processo de elaboração do Plano de Integridade.

A implementação do Programa teve como primeira etapa; a adesão, planejamento de ações estratégicas, levantamento do cenário, medidas de integridade em ação, além da verificação dos riscos e medidas de controle existentes. Posteriormente, realizou-se palestras para todos os servidores do Instituto e Conselheiros, em que os participantes puderam compreender e relatar riscos e soluções pertinentes.

No estágio final da elaboração do Plano, a participação popular mostra-se indispensável, de modo que, para responder o formulário de identificação dos riscos à integridade, basta clicar no link disponível no sítio do Iperon até o dia 17 de fevereiro de 2023, está disponível o edital com todas as informações pertinentes sobre as questões. Desse modo, os interessados terão a oportunidade de sugerir e contribuir com opiniões que vão enriquecer, ainda mais, o Programa Integridade do Iperon.

A implementação do Programa faz parte do plano estratégico do Estado, pretendendo tornar Rondônia referência nacional no enfrentamento à corrupção, garantindo ao cidadão, maior confiabilidade nas instituições, com a implementação de planos de integridade, monitoramento de relações dos conflitos de interesses e criação de mecanismos anticorrupção.

Nenhum comentário