Com ações do Governo, Rondônia alcança números positivos no combate à criminalidade no Estado - VILHENA ONLINE - NOTÍCIAS DE VILHENA E RONDÔNIA

Com ações do Governo, Rondônia alcança números positivos no combate à criminalidade no Estado

Share:
Resultado positivo no combate ao crime é uma resposta dos investimentos do Governo na área de Segurança Pública

Vilhena, RO - Com ações desenvolvidas pelo programa Cidade Segura, o Governo de Rondônia avança em vários eixos de atuação envolvendo operações policiais, desencadeadas para o combate à criminalidade. Na primeira quinzena de 2024, o Estado alcançou números positivos contra o crime, reflexo de medidas adotadas e fortalecidas com a integração entre as forças policiais e o desenvolvimento de ações preventivas, coordenadas pela Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec).

Conforme pontuado pela Gerência de estratégia e Inteligência (GEI), da Sesdec, os dados comparativos entre os anos de 2022, 2023 e 2024, referente às ações do Governo do Estado no combate à criminalidade, alcançaram os seguintes índices:

▪ Número de apreensão de armas de fogo em 2024: aumento de 100% em relação a 2022, aumento de 25% em relação a 2023;

▪ Número de pessoas presas em 2024: aumento de 53% em relação a 2022, aumento de 4.8% em relação a 2023;

▪ Número de pessoas abordadas em 2024: aumento de 511% em relação a 2022, aumento de 65% em relação a 2023;

▪ Número de munições apreendidas em 2024: aumento de 4.660% em relação a 2022, aumento de 4.660% em relação a 2023.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, o motivo da redução se deve sobretudo, ao trabalho articulado de repressão e investigação das polícias, juntamente aos investimentos que o Governo do Estado tem aplicado para maior desempenho das forças policiais.

“O Governo de Rondônia tem fortalecido as forças de segurança pública com equipamentos modernos, viaturas e armamentos. Tudo somado à valorização dos policiais que desempenham um importante trabalho para a segurança da sociedade. Todo o trabalho de combate ao crime envolve as forças de polícia, onde são desencadeadas as investigações, operações e demais ações estratégicas”, enfatizou.

De acordo com o titular da Sesdec, Felipe Vital, o resultado positivo no combate às ações criminosas é uma resposta dos investimentos do Governo na área de Segurança Pública, e a atuação integrada das Forças de Segurança.

FORTALECIMENTO

O programa Cidade Segura tem vários eixos de atuação, são eles:

– Operação “Máximus”: visa coibir o furto e roubo, bem como os crimes contra a vida;

– Operação “Disque Silêncio”: para averiguação de crimes de perturbação do sossego;

– Operação “Reforço Policial”: visa diminuir o tempo de resposta da polícia no atendimento às solicitações, através do telefone 190;

– Operação “Visibilidade”: reforça a segurança à sociedade, com pontos fixos em cruzamentos com grande fluxo de pessoas, nos horários de maior movimento;

– Operação “360”: com emprego do Centro Integrado de Comando e Controle Móvel é possível levar para qualquer ponto do Estado as tecnologias de combate ao crime, com emprego de sistemas de monitoramento; acompanhamento de ocorrências; localização das viaturas; cercamento eletrônico; uso de drones, de maneira autônoma, interligado com todos os sistemas de segurança pública.

– Operação de enfrentamento aos crimes violentos na Capital: mediante presença policial, policiamentos estratégicos e ações integradas com foco especial na diminuição de crimes violentos como homicídios e tentativas de homicídios e demais crimes relacionados às facções criminosas, como o tráfico de drogas, latrocínios, porte ilegal de armas, e demais delitos correlato, com efetivo da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Penal, Polícia Rodoviária Federal, agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e da Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran), operando de modo integrado, por meio de ações de patrulhamento, pontos de bloqueio, abordagens, investigações, inteligência recaptura de foragidos e ações de monitoramento de indivíduos sob vigilância eletrônica, e monitoramento intensivo por meio dos sistemas e tecnologias.

Nenhum comentário