SUPLEMENTAR: entrada de delegado na disputa altera cenário eleitoral, candidatos desistem e empresário decide segunda-feira - VILHENA ONLINE - NOTÍCIAS DE VILHENA E RONDÔNIA

SUPLEMENTAR: entrada de delegado na disputa altera cenário eleitoral, candidatos desistem e empresário decide segunda-feira

Share:
Por enquanto, Flori, Rosani e Paulinho continuam na disputa eleitoral em Vilhena / Foto: Extra de Rondônia

Vilhena, RO - Se a intenção do delegado de Polícia Federal Flori Cordeiro de Miranda Junior (Podemos) ao ingressar no processo eleitoral suplementar em Vilhena era o de sacudir a cena, pode-se dizer que ele foi muito bem-sucedido nesta pretensão.

Desde que anunciou que tinha interesse em participar da disputa local, concorrentes a prefeito saíram do páreo.

As defecções começaram já no próprio partido do Delegado Flori, com a desistência de Ronildo Macedo, que foi confirmado candidato a prefeito em convenção, cedendo a vaga ao correligionário.

Depois, em efeito cascata, outra candidatura que havia sido aprovada em convenção, tendo o empresário Gilmar da Farmácia (PSC), também foi retirada. Ele era apoiado pelo grupo liderado pelo deputado estadual Luizinho Goebel e o prefeito cassado Eduardo Japonês.

Com isso, por enquanto, ficaram no páreo dois candidatos: o empresário Paulinho Argamazon (Republicanos) que afirmou ao Extra de Rondônia, que vai anunciar sua decisão, nessa segunda-feira, 10, de continuar ou não na disputa; e a ex-prefeita Rosani Donadon (PSD). Curiosamente, ela também está entrando na cena agora, substituindo a cunhada Raquel Donadon.

Flori entrou na disputa eleitoral vilhenense com o propósito de “romper a polaridade na política local”, como anunciou em entrevista concedida ao Extra de Rondônia no começo da semana, referindo-se certamente aos grupos Donadon e Goebel (leia mais AQUI). Metade da tarefa já conseguiu, afastando o candidato dos Goebel do páreo. Para concluir a missão, agora precisa enfrentar os Donadon nas urnas.

ROSANI E FLORI MAIS VOTADOS EM VILHENA

Nas eleições de domingo passado, Rosani e Flori concorreram ao cargo de deputado federal. Apesar de nenhum ter sido eleito, obtiveram resultados expressivos. Na votação geral, Rosani obteve 15.365 votos e Flori 15.343, sendo a diferença entre ambos de apenas 22 votos. Contudo, em Vilhena, Rosani conquistou 10.596 sufrágios e Flori 9.726, diferença entre ambos de 870 votos.

Fonte: Extra de Rondônia

Nenhum comentário