Governador Coronel Marcos Rocha se reúne com presidente Bolsonaro em Brasília - VILHENA ONLINE - NOTÍCIAS DE VILHENA E RONDÔNIA

Governador Coronel Marcos Rocha se reúne com presidente Bolsonaro em Brasília

Share:
Bolsonaro declara neutralidade em Rondônia na disputa ao governo do estado, mas se aproxima de Marcos Rocha por questões de afinidade pessoal e valores como o amor a Pátria, a fé em Deus e a defesa da família

Porto Velho, RO - O encontro aconteceu nesta quinta-feira (6), no Palácio do Planalto, e marca a decisão do União Brasil (44), partido do atual governador, em apoiar o presidente Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno das eleições.

Por questão partidária, Bolsonaro declara neutralidade em Rondônia na disputa ao governo do estado. Bolsonaro e Coronel Marcos Rocha sempre foram próximos e a relação de amizade dá indícios da preferência do presidente pelo candidato a disputa do governo por questões de afinidade e valores como o amor a Pátria, a fé em Deus e a defesa da família.

Em coletiva para a imprensa, o presidente Jair Bolsonaro (PL) destacou o apreço pelo Coronel Marcos Rocha, candidato à reeleição para o governo de Rondônia pelo União Brasil (44). “Tenho uma amizade grande por ele (Marcos Rocha), fomos tenentes do exército juntos lá no Rio de Janeiro”, afirmou o presidente ao falar sobre a disputa. Em outra ocasião, o presidente já havia parabenizado o governador pela condução do estado e reforçou a confiança e a amizade que nutrem um pelo outro.

Bolsonaro passou a palavra ao coronel Marcos Rocha em agradecimento à base de votos conquistada que somou mais de 64% dos votos para presidente. O coronel Marcos Rocha enumerou os avanços conquistados pela parceria do governador com o presidente.

“O Estado alcançou metas tremendas com o agronegócio. Graças ao apoio do presidente reduzimos o ICMS dos combustíveis e temos avançado na educação, conseguimos aprimorar e crescer o piso nacional da educação”.

O governador explicou que o candidato à presidência pelo Partido União Brasil em Rondônia sempre foi Jair Messias Bolsonaro. “A minha relação com o presidente não é uma proximidade por ocasião, nem oportunismo. É por afinidade mesmo. Servimos exército, somos a favor da vida e temos muita fé em Deus. Eu entrei para a vida pública como candidato pelo chamado do presidente.

Eu sempre fui um servidor público, mas foi a pedido dele que me tornei candidato ao governo de Rondônia. O presidente sabe separar o que é partido e o que está no coração de cada um. Está em um momento eleitoral que precisa de votos para manter o país no rumo certo, assim como eu aqui em Rondônia. “Vamos trabalhar para ampliar a votação que ele recebeu e independentemente de haver outro candidato a governador em Rondônia, o União Brasil é Jair Bolsonaro”, finalizou.

Fonte: Assessoria


Nenhum comentário