Furacão Ian: a destruição causada pela tempestade, em imagens - VILHENA ONLINE - NOTÍCIAS DE VILHENA E RONDÔNIA

Furacão Ian: a destruição causada pela tempestade, em imagens

Share:
Barcos presos entre casas na Flórida após a passagem do furacão Ian
Reuters

Vilhena, RO - O furacão Ian atingiu na quarta-feira (28/09) o oeste da Flórida, nos Estados Unidos, como um furacão de categoria 4 com ventos de mais de 240 km/h, causando inundações classificadas como "catastróficas" em várias localidades.

Pelo menos 10 mortes foram registradas até agora, mas teme-se que esse número aumente.

As autoridades acreditam que centenas de pessoas estão presas em suas casas depois de não terem seguido as ordens de retirada emitidas antes da passagem do furacão. Algumas estão em áreas que só eram acessíveis por pontes que foram destruídas.

O Ian também provocou inundações históricas e danos graves no centro da península e a expectativa é de que atinja terra firme novamente nesta sexta-feira (30/09) na Carolina do Sul.

Na quarta-feira, a tempestade causou uma onda ciclônica de vários metros de altura que inundou grandes áreas do sudoeste da Flórida, arrasando cidades como Fort Myers e Naples em áreas próximas à costa.

"Este pode ser o furacão mais mortífero da história da Flórida", disse o presidente americano, Joe Biden, na quinta-feira ao fazer uma primeira avaliação do desastre na sede da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA, na sigla em inglês).

Antes de passar pela Flórida, o furacão Ian atingiu com força o oeste de Cuba, causando sérios danos na província de Pinar del Río.

A seguir, estão algumas imagens da destruição causada pelo furacão:

A maré de tempestade levou vários barcos para o interior da península da FlóridaFoto: Getty Images / BBC News Brasil

Uma área de Fort Myers, na costa oeste do estado, devastada pelo furacãoFoto: Getty Images / BBC News Brasil

Áreas inteiras de Fort Myers ficaram submersasFoto: Reuters / BBC News Brasil

O furacão atingiu a terra com ventos de até 240 km/hFoto: Getty Images / BBC News Brasil

Em algumas áreas a devastação foi generalizadaFoto: Getty Images / BBC News Brasil

A marina de Fort Myers ficou destruídaFoto: Getty Images / BBC News Brasil

Várias pontes, que ligavam as várias ilhas da região de Fort Myers, desabaramFoto: Reuters / BBC News Brasil

A cidade de Orlando, no norte da península, registrou inundações históricasFoto: EPA / BBC News Brasil

Os moradores tiveram apenas algumas horas para se preparar devido à uma mudança na rota do furacãoFoto: Getty Images / BBC News Brasil

O impacto dos ventos pôde ser sentido várias horas antes da chegada do ciclone em terraFoto: Getty Images / BBC News Brasil

Áreas costeiras foram duramente castigadasFoto: Getty Images / BBC News Brasil

A área turística e comercial de Fort Myers sofreu graves inundaçõesFoto: Reuters / BBC News Brasil 

Nas marinas de Fort Myers o prejuízo causado foi imensoFoto: Getty Images / BBC News Brasil
A passagem de Ian por Cuba

Uma família cubana durante o apagão que ocorreu em toda a ilha devido à passagem do furacão IanFoto: Reuters / BBC News Brasil

Além de apagões, houve inundações e destruição em decorrência do furacãoFoto: Reuters / BBC News Brasil

A província de Pinar del Río é onde o furacão causou mais estragos na ilha — 50 mil pessoas tiveram que ser retiradasFoto: EPA / BBC News Brasil

As ruas foram tomadas por escombros e destroços depois que Ian passou por Pinar del RíoFoto: Reuters / BBC News Brasil

Um homem carrega os filhos no colo, à medida que passa pelo rastro de destruição deixado em Pinar del RíoFoto: Reuters / BBC News Brasil

Fonte: BBC News Mundo

Nenhum comentário